A fibromialgia é uma dor totalmente psicológica?

A fibromialgia é uma dor totalmente psicológica?


O “caminho” percorrido pelos pacientes com fibromialgia é, normalmente, o mesmo: percorrer diferentes consultórios médicos para descobrir o que causa a dor. Vários exames são feitos e nenhuma lesão é encontrada. Só então é que o psiquiatra é procurado e o diagnóstico de fibromialgia é detectado.


A fibromialgia é a segunda doença mais comum que afeta ossos e músculos, atrás apenas da artrite. Mesmo assim, ela ainda é de difícil identificação.


Estudos mostram que o que acontece no cérebro do paciente com esta doença é que ele processa a dor de maneira exagerada: Uma pessoa “normal” aguenta uma pressão de até 4kg sem sentir dor nenhuma, enquanto quem sofre com a fibromialgia sente dores imensas com bem menos pressão.


Especialistas explicam que vários estudos, desde a década de 1980, demonstraram que pessoas com fibromialgia possuíam neurotransmissores de dor em maior quantidade e, atualmente, exames já conseguem mostrar com confiabilidade esta diferença.


Não há cura para a fibromialgia, mas há tratamento, que, normalmente, é uma combinação de medicação, exercícios físicos, controle do estresse e hábitos saudáveis. Porém, quando o problema persiste, o tratamento com Estimulação Magnética Transcraniana (EMT/TMS) é muito indicado.


Para o correto diagnóstico e tratamento da fibromialgia, é necessário consultar um psiquiatra.


Dr. Ricardo Zimmer
Médico Psiquiatra
Pós-graduado em Endocrinologia e Metabologia
CRM-SC - 10305 RQE 9292
 

Depoimentos:

Fale conosco:

* Preenchimento obrigatório

Matérias relacionadas:

  • O que fazer quando os antidepressivos não funcionam?

    O que fazer quando NÃO SE DESEJA USAR REMÉDIOS PARA TRATAR DEPRESSÃO OU O QUE FAZER QUANDO OS ANTIDEPRESSIVOS NÃO FUNCIONAM? Uma das alternativas para este problema é a Estimulação Magnética Transcraniana (EMT/TMS)!
    Saiba mais

  • O medo, a preocupação e a insegurança

    O medo, a preocupação e a insegurança quanto ao futuro estão muito presentes neste momento. É isso que mostra o estudo feito pela área de Inteligência de Mercado do Grupo Abril, que entrevistou mais de 4.500 brasileiros e concluiu que mais da metade dos participantes está extremamente preocupada no
    Saiba mais