Será que você tem transtorno de ansiedade?

Será que você tem transtorno de ansiedade?

Será que você tem transtorno de ansiedade?

Antes de mais nada, é importante saber que a ansiedade é um estado natural e é “normal” ou comum senti-la. Porém, se o sentimento aparecer com muita intensidade e frequência, se torna doença, que tem sintomas físicos (como fadiga, tensão muscular, palpitações, falta de ar, coração disparado, aumento da pressão arterial, SUOR (sudorese) excessiva, dor de cabeça, alteração nos hábitos intestinais, náuseas, aperto no peito, dores musculares, etc) e psicológicos (como inquietação, irritabilidade, dificuldade de concentração, PREOCUPAÇÕES, PENSAMENTOS NEGATIVOS NAS PIORES POSSIBILIDADES, etc).

Segundo dados da OMS, o Brasil é um dos "campeões" no quesito população ansiosa: 9,3% dos brasileiros sofre com o problema, porcentagem que equivale ao triplo da média mundial. As mulheres são as mais acometidas: nas Américas, 7,7% delas tem ansiedade, enquanto apenas 3,6% dos homens tem a doença.

Além disso, estudos do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (IPQ-HC/FMUSP) mostram que em torno de 23% da população apresentará algum tipo de transtorno de ansiedade ao longo da vida. Isso significa que 1 EM CADA 4 PESSOAS VAI TER ANSIEDADE. Ou seja: VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHO.

Os transtornos causados pela ansiedade podem ser classificados em 6 tipos:

- Fobia social: um medo de “se expor, de socializar", ou seja, de participar de eventos ONDE VOCÊ VAI SER EXPOR. POR EXEMPLO: FALAR EM PÚBLICO, APRESENTAR TRABALHOS, ETC. Geralmente, quem sofre com este problema não consegue SE EXPOR em público e tem preocupação de ser ridicularizado ou criticado. A PREOCUPAÇÃO É: "O QUE OS OUTROS VÃO PENSAR DE MIM?".

- Fobia: medo exagerado de objetos, coisas, animais ou situações. Esse tipo de problema causa medos considerados desproporcionais "ridículos", mas que são impensáveis para quem sofre com a fobia. Exemplo: medo de baratas. Afinal, elas são nojentas, mas não vão te matar.

- Ataque de pânico: sem razão/MOTIVO OU CAUSA aparente, a pessoa sente UM MEDO INTENSO, que ATINGE O SEU MÁXIMO EM MENOS DE 10 MINUTOS. A PESSOA teme morrer ou PERDER O CONTROLE, jura de pés juntos que algo muito ruim esta acontecendo naquele momento. Nessas situações, ocorre coração disparado, tremor, náusea e vômitos, frio na barriga boca seca e amortecimento pelo corpo. É comum que o paciente corra para o pronto-socorro acreditando que está sofrendo um ataque cardíaco, derrame (AVC), ou que está que vai FICANDO LOUCO OU PERDENDO O CONTROLE.

- Transtorno de ansiedade generalizada: sensação incômoda e persistente de que algo ruim vai acontecer ou que vai dar errado. COMUMENTE, É O PREOCUPADO QUE FICA PENSANDO SEMPRE NO QUE DE PIOR PODE ACONTECER E TENTA SE preparar para O POSSÍVEL EVENTO FUTURO RUIM. COMO GERALMENTE NADA DE MAIS GRAVE ACONTECE, O CÉREBRO APRENDE QUE NADA ACONTECEU PORQUE A PESSOA SE PREOCUPOU E, PARA EVITAR ALGO RUIM NO FUTURO, TENDE A FAZER A MESMA COISA: SE PREOCUPAR. ASSIM, A PESSOA PASSA, INCONSCIENTEMENTE, A SE PREOCUPAR E CONSIDERAR/ACHAR QUE ESTÁ TUDO CERTO.

- Transtorno obsessivo-compulsivo (TOC): quem sofre com o TOC costuma ter pensamento invasivo que ficam martelando na cabeça da pessoa sem que ela queira e são aliviados repetindo um comportamento padronizado, como limpar, organizar, checar/conferir, tocar, dentre muitas outras “manias de repetição". Muitas vezes sem sentido lógico. Exemplo: a pessoa só consegue sair de casa depois de verificar três vezes se a porta de casa está fechada ou que não tem nenhuma torneira pingando, ou aberta pois pode inundar a casa.

- Estresse pós-traumático: muito comum em pessoas que participaram ou tiveram alguém próximo que participou  de eventos marcantes como: acidentes, assaltos, sequestros, catástrofes naturais, etc. O transtorno faz com que a experiência ruim não saia da mente e atormente a pessoa com revivescias do evento.

Se você tem algum desses sintomas ou acha que sofre com algum desses problemas, o médico psiquiatra é quem irá dar o diagnóstico e tratamento correto para o problema!

Dr. Ricardo Zimmer
Médico Psiquiatra
Pós-graduado em Endocrinologia e Metabologia
CRM-SC - 10305 RQE 9292
http://www.ricardozimmer.com.br/

Fontes:

https://saude.abril.com.br/mente-saudavel/ansiedade-afeta-o-organismo-e-pode-paralisar-sua-vida/

https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/ansiedade-transtorno-de-ansiedade-generalizada/

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-44462000000600006

Depoimentos:

Fale conosco:

* Preenchimento obrigatório

Matérias relacionadas:

  • Esquizofrenia

    O Psiquiatra Dr. Ricardo Zimmer, em entrevista ao canal TV Itapuã 10 de Pato Branco (PR), fala sobre a esquizofrenia e seu tratamento.
    Saiba mais

  • Doenças mentais

    O Psiquiatra Dr. Ricardo Zimmer, em entrevista ao canal TV Itapuã 10 de Pato Branco (PR), fala sobre as doenças mentais.
    Saiba mais