O que fazer quando os antidepressivos não funcionam?

O que fazer quando NÃO SE DESEJA USAR REMÉDIOS PARA TRATAR DEPRESSÃO OU O QUE FAZER QUANDO OS ANTIDEPRESSIVOS NÃO FUNCIONAM? Uma das alternativas para este problema é a Estimulação Magnética Transcraniana (EMT/TMS)!

Os MEDICAMENTOS antidepressivos costumam ser eficientes apenas para duas de cada três pessoas (66%) que sofrem com a depressão. Ou seja, a falta de RESPOSTA AO REMÉDIO é um problema comum. Além disso, os efeitos colaterais são muitos: AUMENTO DO APETITE, tremores, CANSAÇO, insônia, náuseas, ganho de peso, sonolência E BAIXA DA LIBIDO, RETARDO OU INCAPACIDADE DE ATINGIR O ORGASMO, dentre outros. Por conta disso, vários pacientes não conseguem dar continuidade ao tratamento.

A Estimulação Magnética Transcraniana (EMT/TMS) é UMA ALTERNATIVA AO REMÉDIOS CONTROLADOS, PODE SER usada principalmente nos casos em QUE A PESSOA NÃO TOLERA O MEDICAMENTO, NÃO TEM RESPOSTA ADEQUADA COM OS REMÉDIOS ou como um complemento ao tratamento medicamentoso.

Os resultados COM O TRATAMENTO da EMT/TMS são equivalentes aos dos demais tratamentos COM REMÉDIOS/MEDICAMENTOS e a melhora já começa a ser sentida após as primeiras sessões. O tratamento acontece diariamente e, geralmente, durante 30 minutos em 20 A 30 sessões, INICIAIS que pode variar de paciente para paciente. O principal diferencial é que, quando comparado aos medicamentos, praticamente NÃO APRESENTA efeitos colaterais.

Graças a todas as suas vantagens, o tratamento está sendo estudado nas mais respeitadas universidades do mundo e está aprovado para uso clínico nos EUA, Canadá, Austrália, Israel e, desde 2012, também no Brasil (autorizado pelo Conselho Federal de Medicina)!

Muitas vezes, esse tratamento é confundido com a eletroconvulsoterapia (ECT). É preciso deixar claro que os dois são totalmente diferentes: enquanto a ECT (bastante estigmatizada como "tratamento de choque") estimula/atinge o cérebro como um todo, a EMT/TMS atua em pequenas áreas, atingindo especificamente os neurônios "problemáticos". Outro diferencial da EMT/TMS é que ela não necessita de anestesia para ser aplicada, não causa efeitos colaterais significativos e pode atuar tanto aumentando, quanto diminuindo a atividade cerebral dos neurônios atingidos. O médico que aplica o tratamento consegue esta variação mudando a frequência da onda eletromagnética e, desta maneira, pode modular e equilibrar o funcionamento neuronal de acordo com o problema do paciente.

MUITOS estudos comprovam a eficácia da EMT/TMS para tratar depressão e vários outros demonstram que pode produzir efeitos duradouros e evitar a VOLTA da doença. Para saber se o tratamento poderá ajudar o seu caso, procure um médico psiquiatra, DE PREFERÊNCIA UM QUE TRABALHE COMO O MÉTODO, POIS SE TRATAR DE UMA PRÁTICA NOVA, QUE NECESSITA DO APARELHO E NEM TODOS OS PROFISSIONAIS DA SAÚDE MENTAL POSSUEM ATUALIZAÇÃO TÉCNICA SOBRE O MÉTODO. ALÉM DISSO, INFELIZMENTE, É COMUM QUE NUNCA TENHAM OUVIDO FALAR SOBRE O TRATAMENTO, JÁ QUE NÃO RECEBEM VISITA DE NENHUM REPRESENTANTE FALANDO SOBRE A ALTERNATIVA, DIFERENTE DOS MEDICAMENTE QUE POSSUEM O APORTE DA INDUSTRIA FARMACÊUTICA.

Se você ainda possui alguma dúvida sobre este tratamento inovador, pode consultar nossa área de "perguntas frequentes" para saber mais: http://www.ricardozimmer.com.br/materia/estimulacao-magnetica-transcraniana/

Dr. Ricardo Zimmer

Médico Psiquiatra

Pós-graduado em Endocrinologia e Metabologia

CRM-SC - 10305 RQE 9292

Fontes:

https://s3.amazonaws.com/academia.edu.documents/46664602/Estimulao_magntica_transcraniana_na_depr20160621-29337-1xyugmk.pdf?response-content-disposition=inline%3B%20filename%3DEstimulacao_magnetica_transcraniana_na_d.pdf&X-Amz-Algorithm=AWS4-HMAC-SHA256&X-Amz-Credential=AKIAIWOWYYGZ2Y53UL3A%2F20200306%2Fus-east-1%2Fs3%2Faws4_request&X-Amz-Date=20200306T132422Z&X-Amz-Expires=3600&X-Amz-SignedHeaders=host&X-Amz-Signature=c2a6a9107d5d9ff1271a926109ca5f47846a2fa7877941530c0ef3569110dbe5

http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1516-44462004000200006&script=sci_arttext

http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0101-60832004000500007&script=sci_arttext

http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1516-44462004000200011&script=sci_arttext

http://www.emtr.com.br/

http://tmsbrasil.com.br/2019/09/10/o-que-voce-precisa-saber-sobre-a-emt-na-depressao-resistente-ao-tratamento/

http://www.periodicos.usp.br/revistadc/article/view/58874/61848

Depoimentos:

Fale conosco:

* Preenchimento obrigatório

Matérias relacionadas:

  • O medo, a preocupação e a insegurança

    O medo, a preocupação e a insegurança quanto ao futuro estão muito presentes neste momento. É isso que mostra o estudo feito pela área de Inteligência de Mercado do Grupo Abril, que entrevistou mais de 4.500 brasileiros e concluiu que mais da metade dos participantes está extremamente preocupada no
    Saiba mais

  • Dependência de jogos

    Uma em cada dez pessoas convive com alguém que apresenta problemas de vício em jogos.
    Saiba mais