O consumo de álcool na adolescência predispõe distúrbios psiquiátricos

Estudo recém-publicado pela Science Advances demonstra que o consumo de álcool na adolescência é fator de risco para o desenvolvimento de condições neuropsiquiátricas, como a ansiedade e o consumo exagerado de álcool na vida adulta.

Isso acontece porque o consumo frequente de álcool durante a fase de desenvolvimento do cérebro interrompe a evolução normal da amígdala, região cerebral envolvida no aprendizado associativo, na memória e no processamento de estímulos emocionalmente importantes.

Atestando isso, estudos corroborantes em humanos e roedores demonstraram que o consumo de álcool durante a adolescência leva a uma redução a longo prazo na expressão de ARC, um regulador chave da função neuronal e plasticidade sináptica na amígdala.

Semelhante ao que foi visto em humanos, os roedores que consumiram álcool durante a adolescência tiveram um aumento no consumo de álcool e apresentaram comportamento semelhante à ansiedade durante a idade adulta.

Provavelmente, diversas outras áreas cerebrais são afetadas pelo consumo precoce de álcool. Porém, esse estudo apresenta fortes evidências de que a remodelação epigenética do sítio Arc dentro da amígdala é um fator importante para o desenvolvimento de casos de abuso de álcool e desenvolvimento de ansiedade em adultos. 

Fonte: iNeuroBR

Para  agendamento, entre em contato por telefone: (47) 3237-6829, (47) 992817005 ou (46) 9135-1540
Além do atendimento presencial (em Blumenau e Pato Branco), é possível agendar uma consulta por chamada de vídeo.

Dr. Ricardo Zimmer
Médico Psiquiatra
CRM-SC - 10305 RQE 9292

Depoimentos:

Fale conosco:

* Preenchimento obrigatório

Matérias relacionadas: