Demência

Características principais da Síndrome Demencial

Prejuízo da memória: os problemas de memória podem ser desde um simples esquecimento até um prejuízo severo, a ponto de não se recordar da própria identidade.

Problemas de comportamento: normalmente, caracteriza-se por agitação, insônia, choro fácil, comportamentos inadequados, perda da inibição social normal e alterações de personalidade.

Perda das habilidades: são as habilidades adquiridas durante a vida, tais como organizar os compromissos, dirigir, vestir a roupa, cuidar da vida financeira, cozinhar, etc.

Os sintomas iniciais de demência variam, porém a perda de memória em curto prazo costuma ser a principal ou a única característica a ser trazida à atenção do médico na primeira consulta. Ainda assim, nem todos os problemas cognitivos nos idosos são devidos a demência. Perguntas cuidadosas aos pacientes e aos familiares podem ajudar a determinar a natureza do comprometimento cognitivo e a estreitar o diagnóstico.

Os sintomas mais comuns que aparecem nas demências são:

1 - déficit de memória;
2 - dificuldades de executar tarefas domésticas;
3 - dificuldade com a pronúncia das palavras;
4 - desorientação no tempo e espaço;
5- incapacidade de julgar situações;
6 - problemas com o raciocínio abstrato;
7 - colocar objetos em lugares equivocados;
8 - alterações de humor e comportamento;
9 - alterações de personalidade;
10 - perda da iniciativa (passividade).

Existem muitas doenças ou alterações orgânicas capazes de levar a um quadro demencial. Muitas dessas causas relacionadas à demência são reversíveis, principalmente o uso prolongado de alguns medicamentos, como por exemplo as drogas usadas para o tratamento de hipertensão arterial, diuréticos e alguns hipnóticos.

A depressão também pode estar associada à demência e, muitas vezes, é difícil diferenciá-las. Outras doenças relacionadas com a demência são: 

- Doenças vasculares do sistema nervoso central - SNC;
- Doenças infecciosas;
- Hipotireoidismo;
- Deficiência de vitamina B12;
- Síndrome de Wernic-Korsacov;
- Sífilis e HIV no SNC;
- Doenças degenerativas do SNC, entre outras.

O número de pessoas afetadas pela demência vem crescendo significativamente com o envelhecimento da população mundial. Estima-se que em 2025 o número de pessoas dementes no mundo seja de 34 milhões (atualmente há cerca de 18 milhões de pessoas com demência). O aumento na incidência da síndrome será maior nos países em desenvolvimento, onde a população atual de pessoas com demência (11 milhões hoje) chegará a 24 milhões em 2025 (Alzheimer’s Disease International. 1999).

A demência se caracteriza pelo desenvolvimento de múltiplos déficits psicomentais (cognitivos), incluindo comprometimento da memória devido aos efeitos fisiológicos de uma condição médica sobre o Sistema Nervoso Central. Essa condição apresenta algumas possíveis causas: efeitos persistentes de uma substância sobre o cérebro, doença vascular, Doença de Alzheimer, etc.

Para o diagnóstico da demência, juntamente com o comprometimento da memória, deve ser considerada pelo menos mais uma função cognitiva, como por exemplo: afasia, apraxia, agnosia e perturbação do funcionamento executivo. Esse prejuízo das funções mentais devem levar a um comprometimento social e/ou ocupacional. Em resumo, a demência é uma síndrome de declínio cognitivo, geralmente progressiva, apresentando uma variedade de causas (DSM.IV - 1994).

Uma das maneiras de se classificar as demências é quanto a sua causa. De acordo com Galton, as frequências relativas das causas de demência diferem dependendo da idade, porém a doença de Alzheimer é a causa mais comum, tanto no grupo com idade inferior a 65 anos quanto no grupo com idade superior a esta. (Galton 1999). A causa genética das demências, como a Doença de Alzheimer, juntamente com outras causas mais raras, ocorre com maior incidência no grupo etário mais jovem. Veremos abaixo os principais tipos de demência.

Depoimentos:

Fale conosco:

* Preenchimento obrigatório

Matérias relacionadas:

  • Doença de Alzheimer

    A Doença de Alzheimer (DA) é o tipo mais comum de demência. As pessoas com algum tipo de prejuízo cognitivo representam de 5% a 10% da população com 65 anos ou mais, e entre esses, mais de 50% dos casos são devidos à Doença de Alzheimer.
    Saiba mais

  • Causas da demência e prevenção

    Saiba como diminuir as chances de desenvolver demência.
    Saiba mais